sexta-feira, 24 de abril de 2009

Último gosto

Já era noite quando chegou no alto
podia ver as luzes de lá
sentia o vento lhe cortando lábios
sentiu o silêncio, o silêncio normalmente lhe incomodava
mais naquele momento não
quando sentiu seus pés fora do chão teve vontade de gritar
mais segurou, sentiu alguns pingos de chuva
que se misturavam com suas lágrimas quentes
sentiu o gosto da lágrima
o último gosto que sentirá
e uma vontade de lhe segurar a mão e dizer: não vai!
mais não podia
apenas sentia seus pés chegando ao chão
apenas sentia que dessa vez não dormia.

Camila!

3 comentários:

burns disse...

Tenso...

Erika Sodré disse...

*é o fim....e o começo...tenho medo do ultimo gosto...

....seu texto é lindo....me faz pensar...

bjão...

*Denise* disse...

Descrição perfeita de uma despedida cheia de saudades...
Lindo! Bjos!